Follow by Email

domingo, 4 de novembro de 2012

intenção de orções do mês de Novembro




Trechos do “Angelus” do Santo Padre Bento XVI  na Solenidade de Todos os Santos
Domingo, 04 de novembro de 2012, 10h13


 
A terra representa o caminho histórico, o céu a eternidade, a plenitude da vida em Deus. E assim esta festa nos faz pensar na Igreja em sua dupla dimensão: a Igreja no caminho do tempo e aquela que celebra a festa sem fim, a Jerusalém celeste. Estas duas dimensões são unidas pela realidade da “comunhão dos santos”: uma realidade que começa aqui na terra e atinge o seu cumprimento no Céu

 
Ser cristãos, fazer parte da Igreja significa abrir-se a esta comunhão, como uma semente que se abre na terra, morrendo, e germina em direção ao alto, ao céu.

 
Em cada um deles, de modo muito pessoal, Cristo se fez presente, graças ao seu Espírito que opera mediante a Palavra e os Sacramentos. Na verdade, estar unido a Cristo, na Igreja, não anula a personalidade, mas a abre, a transforma com a força do amor, e lhe confere, já aqui na terra, uma dimensão eterna.


Mas esta incorporação em Cristo nos abre – como disse – também à comunhão com todos os outros membros do seu Corpo místico que é a Igreja, uma comunhão que é perfeita no “Céu”, onde não existe um isolamento, nenhuma concorrência ou separação.


Nos santos vemos a vitória do amor sobre o egoísmo e sobre a morte: vemos que seguir Cristo leva à vida, à vida eterna, e dá sentido ao presente, a cada momento que passa, porque o preenche de amor, de esperança. Somente a fé na vida eterna nos faz amar verdadeiramente a história e o presente, mas sem apegos, na liberdade de um peregrino, que ama a terra porque tem o coração no Céu.
 

 Deus precisa de mim, de ti..

 
Deus precisa de mim, de ti... o Senhor chama a segui-Lo. Não posso duvidar que O encontrarei. Movido por piedade de Suas ovelhas caçadas e desanimadas, continua Sua caminhada para encontrá-las. Eu não saberia encontrar a estrada para alcançá-Lo, mas Ele conhece todas as estradas e atalhos para chegar até mim.
 
 Ele me alcança não somente para salvar-me, mas também para fazer de mim um instrumento de salvação para os outros. Se ficar pensando nos meus limites e pobrezas humanas, ficarei enrijecida nas minhas inseguranças. Devo “partir”, encontrar, contar, abandonar-me na Sua infinita Misericórdia.

 
O maior e comovedor sinal de estima que Ele me dá, é este mesmo: mostrar que necessita de mim, da minha colaboração, do meu esforço, do meu amor. Ele me faz entender que sem minha participação, aquela extensa colheita de grão, que espera ser recolhida, irá perder-se.
         


 Intenção de orações do mês de Novembro 2012
 
Geral: Para que os Bispos, sacerdotes e todos os ministros do Evangelho dêem corajosos testemunhos de fidelidade ao Senhor crucificado e ressuscitado.

Missionária: Para que a Igreja peregrina na terra resplandeça como luz das nações.

Dos Bispos: Para que o mundo escute e acolha o Evangelho que supera o horizonte terreno e conduz a vida eterna.

Mariana: Para que Maria ícone escatológica da Igreja guie nosso caminho de fé, esperança e amor.

Sacerdotal: Coração de Jesus, que os sacerdotes, sejam verdadeiros trabalhadores do Evangelho, testemunhas credíveis e promotores de santidade, com a sua própria vida.